Make your own free website on Tripod.com

    

               SINAIS   DOS   TEMPOS  

 RETORNAR PARA A PÁGINA MANIPULAÇÃO MENTAL

 RETORNAR PARA A PÁGINA  INICIAL

     

Antidotos contra o recrutamento por seitas

1. Saiba quem você é e porque você é do jeito que você é. Você é único e poderia ser uma perda para você eliminar sua identidade em favor de um grupo que não encoraja você a formular questões profundas.

2. Saiba o que os cultos estão vendendo. Entenda estes assuntos antes que você tenha um dialogo com eles.

4. Esteja atento as pessoas que querem ser seus melhores amigos em seu primeiro encontro, quem quer que você compartilhe seus detalhes pessoais e individuais com ele, quando você nem bem o conhece nem ele a você.

5. Esteja atento aos grupos ou pessoas que subitamente separam você de seus amigos e família e substituem seu grupo familiar.

6. Todos nós temos coisas que não gostamos em nós mesmos. Isto nos faz mais vulneráveis porque as seitas são especialistas em identificar estes problemas e providenciar rápidas e fáceis respostas para eles.

7. Todos nós crescemos. Como parte disso nós tentamos nos livrar da autoridade de nossos pais. Alguns são mais rebeldes do que outros. Não deixe que este tempo seja um tempo onde você troca o controle de seus pais por um controle mais forte e mais exigente de uma seita que não irá lhe permitir autonomia e individualidade.

8. "Isto não irá acontecer comigo" são frequentemente as ultimas palavras que alguem diz antes que isto aconteça. Quando suas defesas estão em baixa você está mais vulnerável do que o normal.

Explorando os mitos

1. Pessoas não se juntam as seitas. Elas são recrutadas.

2. Pessoas são recrutadas por um método e não por uma mensagem.

3. Pessoas não se mantém nas seitas porque elas não tem nada melhor para fazer com suas vidas, mas porque coerção psicologica as mantém lá.

4. Seitas tencionam escravizar as pessoas por toda a vida, ou tão pelo máximo de tempo possível que estas tiverem valor para a seita. E isto não é um interesse passageiro ou uma fase.

5. Pessoas normais oriundas de famílias normais são recrutadas por seitas.

6. Os membros das seitas são sinceros (vitimas sinceras, mas sinceras).

8. Os membros das seitas são vitimas e precisam ser tratados com amor. Eles são pessoas que precisam de ajuda, e não hostilidade.

9. As seitas recrutam pessoas de todas as idades, e não somente pessoas jovens.

10. O recrutamento das seitas são dificilmente identificados visualmente. Eles normalmente se parecem com pessoas totalmente normais que parecem ser muito amigáveis.

11. Qualquer pessoa pode se tornar uma vitima das tecnicas de coerção psicológicas das seitas.

12. Informações precisas sobre as seitas não são obtidas tentando-se uma infiltração nos cultos. Isto é muito perigoso.

I. Predisposição para a conversão às seitas:

1. Tensão: Uma discrepancia entre o que alguém acha de si mesmo e o que esse alguem quer ser.

2. Tipos de perspectivas de solução de problemas: perspectivas psiquiatricas, politicas e religiosas estão disponíveis, porém, a maioria escolhe as religiosas.

3. O Ponto de Retorno: Alguém se sente estando em um estágio crítico de sua vida, então abraça o sentimento de que um importante passo ou mudança está para vir.

5. Circulo de Afetividade das Seitas: Uma amizade ou algum tipo de companherismo com algum membro de uma seita pode ser estabelecido para que a conversão aconteça. Em um estudo 84.7% dos membros das seitas foram primeiro introduzidos na seita por um amigo ou conhecido de algum grupo.

6. Circulo de Amigos além da Seita: Amizades com pessoas que tem opiniões negativas sobre a seita devem ser enfraquecidas ou pelo menos serem mais fracas do que as amizades com as pessoas da seita.

7. Intensa Interação: Isto separa a converção "verbal" da converção "total". Esta interação com o convertido "verbal" é geralmente para que ele se torne um convertido "total" através de uma maior interação com o convertido "total".

II. Tipos de Conversão às seitas:

1. Intelectual: a pessoa estuda a organização sem qualquer participação na organização. Ele é basicamente um membro a partir do momento que ele começa a participar.

2.  Experimental: a pessoa participa de uma organização para ver se ela gosta ou se isto é o que ela estava procurando.

4. Afetiva: Uma amizade com um membro da seita é o principal motivo para a conversão.

5. Reavivamento: Uma profunda experiência ocorre em meio a grande emoção no meio de pessoas, isto é suficiente para causar uma conversão.

6. Coerciva: O indivíduo é forçado, sabendo ou não, a se converter. Sete passos são usados:

a. controle total do ambiente da pessoa.

b. incertezas - por exemplo, ser elogiado ou punido por fazer as mesmas coisas em diferentes tempos

c. Isolamento do mundo exterior.

d. Tortura mental e/ou física.

e. Debilitação física e exaustão.

f. Humilhação pessoal.

g. Certificação da culpa individual.

 

III. Conversão Ativa versus Conversão Passiva

O ponto principal de discussão atual no campo da conversão por seitas é se um convertido tem um papel ativo em sua conversão, ou se ele é influenciado para se converter. Mas na parte II nós podemos ver que as duas opções estão corretas - depende de qual tipo de conversão nós estamos falando. Reavivamento, afetiva, e conversão coerciva todas tem largos degrais de influencia sobre a maior parte das conversões passivas, já a conversão intelectual e a experimental são na maioria das vezes eventos realizados pelo próprio convertido.

IV. Observador Participante

Um importante ponto a observar é que os pesquisadores obtem suas informações sobre seitas quase que totalmente de entrevistas com membros atuais ou antigos de seitas. Isto está começando a mudar hoje, quase nenhum entrevistador tem experiências diretas dentro de um culto. Informações de segunda mão são frequentemente mal interpretadas, e isto pode ser notado no desenvolvimento de uma pesquisa. Por exemplo, num artigo objetivando verificar se os membros do Hare Krishna tinham algum prejuízo psicológico por envolverem-se com a seita. Infelizmente, a amostra de membros escolhida foi influenciada pelo próprio movimento Hare Krishna, o que geralmente distorce os resultados. Os Hare Krishnas poderiam esconder aqueles membros que eram psicologicamente instáveis, e de fato há evidencias que muitas seitas simplesmente rejeitam as pessoas que desenvolvem qualquer dificuldade mental. Então, enquanto os estudiosos não encontram nenhum prejuizo na amostra, não se prova nada exceto a respeito daquelas poucas pessoas estudadas.

Pesquisadores, então, devem querer ou tornar-se um observador participante ou admitir que suas evidências não podem explicar o que acontece dentro de uma seita. Até um observador participante tem dificuldades em mostrar o seu imparcialismo. 

8 METODOS DE REFORMULAÇÃO DO PENSAMENTO

1. Controle do Meio

Envolve "controle da comunicação humana"

a. Controle de comunicação com o exterior - com quem você fala

b. Controle sobre o que você pensa internamente (ex. rejeição a dúvidas, introdução do medo quando algum pensamento "errado" acontece).

"Ele é privado da comunicação externa e da reflexão interna algo que qualquer um necessita para testar a realidade do meio em que vive e manter uma medida de identidade separada desse meio. Ao contrário, ele é doutrinado para fazer uma absurda polarização entre o real (a ideologia da seita) e o irreal (qualquer coisa além)"

2.  Demanda por purificação

O mundo é sabiamente dividido entre puros e impuros. Coisas puras são aquelas inclusas na política do grupo. Todas as impurezas devem ser eliminadas. "A mais importante crença é que a absoluta pureza é atingível, e qualquer coisa feita a alguém em nome dessa pureza é altamente moral". É claro, na verdade ninguém pode atingir absoluta pureza, nisto resulta vergonha e culpa. O grupo é onde você ganha "perdão" desta culpa. A culpa provém do contato com o mundo impuro, então a pessoa se afunda mais e mais dentro do grupo.

4. Culto de confissão

Confissão é um método usado para se livrar da impureza.

a. Você deve frequentar a seita para purificação.

b. Você deve abrir a mente para a seita para se purificar.

c. Sua mente torna-se propriedade da seita

d. Confissão torna-se uma habilidade após um tempo.

e. Alguém pode aprender como manter segredos com o objetivo de ter alguma identidade. Mas isto leva a tensão e culpa.

5. A "Ciência Sagrada"

A seita proclama ter absoluta precisão científica - não há dúvida que sua afirmação é verdadeira. Duvidar significa ser "anti-cientifico" ou maluco. Não há necessidade da busca pela verdade, e de fato tal busca é um desvio da verdade e a negação dela (qualquer um pode ver porque há tão pouca preocupação com a educação).

6. Incorporando a linguagem

"O mais estudado e complexo dos problemas humanos são as crenças, altamente restritivas, frases interiorizadas, facilmente memorizaveis e expressadas" (p.429).

Costuma marcar os membros do grupo - você "conhece o linguajar".

7. Doutrinação pessoal

As histórias de uma pessoa são transformadas de acordo com a doutrina da seita. Todos tem que se adaptar aos dizeres da doutrina. Se a experiência de alguém contradiz a doutrina, uma elaboração racional irá explicar a discrepancia e provar que a doutrina está certa e a experiência está errada. 

8. Dispensa da existência

Pessoas de fora são vistas como incompletas. Eles estão perdendo algum aspecto de suas vidas que os membros da seita tem. Então há esperança para os de fora se eles se juntarem a seita, a menos que elas já tenham participado e rejeitado a mensagem. A seita decide quem é uma pessoa real e quem não é.

"O totalitarismo ideológico... invoca emoções destrutivas, produz opressão intelectual e psicológica, e priva a pessoa de tudo o que é mais sublime e imaginativo - sob a falsa promessa de eliminar todas as nossa imperfeições as quais ajudam a definir a condição humana" (p.436)

 

Se vocë gostou desta página, gostaria de dar sugestões, tirar alguma dúvida, fazer algum comentário ou enviar-nos uma mensagem, envie-nos seu e-mail para:  

  sinaisdostempos2006@yahoo.com.br

                                                  

                                                    RETORNAR PARA O INÍCIO DESTA PÁGINA

                                        RETORNAR PARA A PÁGINA MANIPULAÇÃO MENTAL

                                                        RETORNAR PARA A PÁGINA  INICIAL