Make your own free website on Tripod.com

 SINAIS DOS TEMPOS

Retornar a  página matérias

 Retornar à página inicial

Judeus e Gentios

  Benedito Poças

(adaptado)

Às vezes nos deparamos com situações que muito nos deixa triste hoje em dia, entre as chamadas "igrejas de Deus”: que são as variedades de doutrinas. Devemos nos perguntar como pode isto estar acontecendo? Se a nossa Bíblia é a mesma, temos o mesmo Senhor e se recebemos a mesma fé que uma vez por toda foi dado aos santos. (Jud 1:3).

Em muitas igrejas da atualidade vemos tradições e costumes que, se comparados com a palavra, estão totalmente fora da vontade de D-us. E se tentamos nos levantar contra tais ensinos, e isto com base nas Escrituras Sagradas, com o intuito de levar a verdade para os que estão enganados, somos quase "apedrejados e taxados como intrusos" pelos mesmos. As igrejas  vem sendo bombardeadas há anos com doutrinas fora da realidade. Doutrinas estranhas fazem parte do cotidiano de nossas vidas como seguidores de Cristo e nós nem se quer percebemos.

As igrejas  vem se desviando muito dos planos e dos ensinamentos que lhe foram dados.Dentro dos planos divinos dos quais estão relatados no Livro de Atos dos Apóstolos e nas Cartas de Paulo, podemos restaura-la. Procurando retornar as raízes e isto só e possível quando procuramos conhecer e entender as escrituras sem influencias de fora. Nossa fé não pode perder suas origens com o passar dos séculos (Mat 16:18; 28:20).

Os ensinamentos romanos e do protestantismo, não podem desviar-nos da verdade das escrituras. Nossa fé, meus irmãos, não teve sua origem em Roma, Ela veio de Jerusalém, de Sião! Não veio de outras promessas a não ser dos patriarcas, Abraão, Isaque e Jacó; confirmada pelo Salvador Jesus e seus apóstolos, Crendo em um único Deus e Pai! (Deut 6:4) confirmado por Jesus (Mar 12:29).

Todos estudiosos da bíblia compreendem que a salvação veio dos Judeus, e não há como negar isto (João 4:22). Mas por meio da sua rejeição veio a salvação a todos os povos, profeticamente cumprido, e em ti serão benditas todas as nações da terra.(Gên 18:18; Gal 3:8, 9).

Mas, se por meio do seu endurecimento espiritual alcançamos a riqueza da salvação pela misericórdia do nosso Pai Celestial que colocou todos na mesma situação de pecado, para usar de misericórdia para com todos. (Rom 11:32) Em Gálatas 5:6 lemos: Porque em Jesus Cristo nem a circuncisão (judeu) nem a incircuncisão (gentio) tem valor algum; mas sim a fé que opera pelo amor.  - Deus mesmo os endureceu (o coração) para que não cressem; porém nem todos, pois sabemos que a Igreja de Deus iniciou-se com cento e quarenta e quatro mil Judeus (Apoc 7:4).

Sabemos que eles (os judeus) quando rejeitaram o seu Rei, o Messias, neste momento a vinha foi arrendada a outro povo para que produzissem frutos (Luc 20:15-16). Mas nem por isso devemos ter os judeus como nossos inimigos porque,  através dos seus patriarcas veio a nossa fé, e eles, primeiro do que nos, já se relacionavam com o Altíssimo; temos a mesma fé! Israel é a oliveira de Deus, onde todos aqueles que recebem a Cristo, dela participam. (Rom 11:24).

Agora em Cristo não há diferença entre ser Judeu ou Gentio porque o Messias é um e é Salvador tanto de Judeu como de Gentio (Rom 10:12).

O povo de DEUS(formado por  gentios e judeus que crêem ou virão a crer em Jesus Cristo e obedecer aos seus ensinos) precisam conviver, em amor e em comunhão, fazendo ambos parte da Igreja de Deus que é a Oliveira verdadeira e atual (Rom 11:23). Analisam o que Paulo disse em I Cor 10:32 – Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus

Podemos notar que o Pai Celestial na sua imensa sabedoria da descendência de Abraão, cumprindo o Seu propósito de abençoar todas as nações em Jesus Cristo, o Messias, dos dois povos fez um (Ef 2:14, 15; Rom 15:11). O Altíssimo trouxe os gentios que estavam fora do concerto, e por meio da graça, como também aos Judeus que rejeitaram o seu Rei Messias, ficando assim, na mesma condição das outras nações. No momento em que tanto judeu como gentio aceitam esta misericórdia do Pai que é o sacrifício do Seu próprio cordeiro que tira o pecado do mundo, o Senhor Jesus, estas pessoas são inseridas na Oliveira Verdadeira e salvo pela graça (Rom 11:5, 6; 5:2).

Bem, nós somos salvos pela fé em Jesus e assim temos entrada na graça; como também o judeu, pois Jesus é o Caminho (João 14:6). Notem que aqui aafirmação é bem clara. Não temos dois caminhos para chegar ao Pai; não se trata da escolha entre dois caminhos possíveis, ou o caminho de Cristo, ou o caminho da Lei e da circuncisão. Os Judeus que persistirem em não aceitar a Cristo, rejeitarão o Caminho para Deus, o Pai.

Notem que Jesus derrubou a parede que nos separava fazendo dos dois, um povo. Qual será a nossa atitude como povo de DEUS? Qual será a posição entre os Gentios e entre os Judeus? Sabemos que a Igreja não é igreja dos gentios e nem tão pouco igreja dos Judeus, e sim Igreja dos eleitos comprados pela graça, no sacrifício do Messias. Agora, podemos chegar a uma decisão positiva para sabermos o que fazer e escolher nossa maneira de viver espiritualmente, baseado nos ensinos do Mestre Jesus e de Seus Apóstolos.

Vimos à situação dos judeus(tradicionais), pois eles praticaram o maior erro ao rejeitar o Messias e estão sofrendo devido a esta atitude de rejeitar a sua maior dádiva vinda do céu (Mat 27:25). E, a explicação deste texto, tomo de um programa radiofônico, que nos diz o seguinte:

“...Então nós vamos voltar aqui no capitulo onze de romanos: o que é que Paulo fala a respeito da situação de Israel? Vejam bem, em conseqüência da desobediência deles, deles terem cometido o maior erro que foi ter rejeitado o Messias, eles estão sofrendo... sofreram na era negra da história grande perseguição mas, na verdade, esta perseguição que o povo judeu sofreu foi em função da sua desobediência maior que foi rejeitar o próprio Messias. No Salmo oitenta e nove foi dito que se eles desobedecessem a Deus, Ele puniria suas transgressões com Vara; então eles foram punidos, espalhados entre as nações...

Romanos nos revela a situação de Israel depois que rejeitaram o Messias, depois que foram endurecidos, depois que começou a salvação da grande multidão, então o apostolo Paulo aqui vai dizer a situação deste povo e depois o apostolo Paulo vai dizer como é que nós devemos nos comportar em relação a isto porque tem muita gente que despreza os Judeus, consideram os Judeus como assassinos de Cristo e desprezam os Judeus por ignorar a palavra de Deus.

Então nós vamos ver primeiro a situação em que o povo Judeu ficou e que está até hoje e como deve ser nossa forma de agir com o povo Judeu nestes dias em que vivemos: No capitulo onze começando pelo versículo oitavo, lemos: Como está escrito: Deus lhes deu espírito de profundo sono, olhos para não verem, e ouvidos para não ouvirem, até ao dia de hoje. Aqui neste versículo temos a situação em que o povo Judeu ficou... Deus lhes deu o espírito de profundo sono, olhos para não verem e ouvidos para não ouvirem. Esta é a situação; é por isso que é difícil alcançar um Judeu com a mensagem do reino de Deus (sobre Yeshua ou Jesus). 

Eles aceitam um Messias que virá mais não crêem que esse Messias é o mesmo Senhor Jesus que já veio e que foi rejeitado pela sua nação. O décimo verso diz: escureçam se lhes os olhos para não verem e encurvem-se lhes continuamente as costas... então, uma pessoa cuja costas está encurvada, cada vez mais vai olhar para baixo e não vai olhar para a frente.

Isto aqui serve de alerta para muitas pessoas que querem seguir os Judeus, não porque não encontram a Verdade na Bíblia – Ela tem a Verdade - é porque quer novidades. Tem gente que quer se destacar e não o faz através do seu trabalho, pois não trabalha para Deus, não se submete a Deus e não é bem sucedido na obra de Deus, então começa a inventar doutrinas e métodos e por isto vai aos Judeus(tradicionais que não aceitam a Jesus). Vai à sinagoga; vai pedir explicação para os rabinos... vejam bem a situação deste povo de Israel que o Apostolo Paulo nos disse estar sem poder ver, dormindo o profundo sono, com as costas encurvadas e seus ouvidos não ouvindo! O que você vai encontrar, indo por este caminho?  O que você pode aprender lá é negar o Messias. O que você vai aprender lá é não aceitar Jesus como Messias, é isso que você vai aprender...".

Devemos analisar bem os ensinamentos de Jesus e dos Apóstolos com relação às tradições a serem observadas na congregação. Temos o melhor exemplo disto quando Tiago, no livro de Atos nos relata no Cap 15:20, onde estipula preceitos a serem seguidos gentios: "Mas escreve-lhes (aos gentios), que se abstenham das contaminações dos ídolos, da prostituição, do que e sufocado, e do sangue".

Estes quatro preceitos para os gentios são nada mais que uma síntese das leis morais, sociais e cerimoniais de Moisés (não invalidando os 10 mandamentos). Aqui, a Lei esta sendo claramente utilizada pelos apóstolos, não para trazer a salvação para os gentios, mas sim para sua santificação como povo escolhido de D-us por meio da graça.

As escrituras nos deixam claro, que a Igreja de Cristo é composta de judeus e gentios. Tanto os  judeus que creêm em Cristo, quanto os cristãos gentios fazem parte do mesmo corpo, e tem como Salvador o mesmo Senhor: "Ha um só Deus, Pai de todos (judeus e gentios), o qual é sobre todos, por todos e em todos”. Ha um só Corpo e um só Espírito “. (Efe 4:4 e 6)  e isto nos deixa bem claro que tanto judeu como gentio tem que aceitar o sacrifício que o Eterno fez enviando o Seu Filho como o Messias. Sendo Ele próprio o único Caminho;  procurando guardar os Seus mandamentos, pois tanto a gentio como judeu esta ordenado obedecer (I Corintios 7:19).

Veja o que disse Jesus ao moço rico quando lhe perguntou o que devia fazer para herdar a vida eterna - E ele disse-lhe: Por que me chamas bom? Não há bom senão um só, que é Deus. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos (Mateus 19:17). E a respeito do reino - Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus (Mateus 5:19).

E nos escritos apocalípticos podemos ver com maior clareza estes ensinos para a Igreja de Deus(povo de DEUS). - E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo (Apocalipse 12:17). Este Testemunho, segundo esta mesma Palavra e as Escrituras, a Sua Verdade inspirada e dada aos homens (Apoc 19:10). Lemos também - Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus (Apocalipse 14:12). Devemos ter uma compreensão a respeito da lei moral de Deus que são normas divinas que devem ser cuidadosamente obedecidas.

Que a eterna Misericórdia de Deus em nossas vidas não nos faça acomodar e aceitar a situação  em que vivemos, mas sim que nos abra os olhos para enxergarmos a verdadeira vontade de Deus para o Seu povo e que nos arrependamos, e voltemos novamente para Sua face, e sigamos a Sua palavra e cumpramos os Seus propósitos. Que os ensinamentos para a igreja contida no livro de Atos e nas cartas de Paulo e em todo o Evangelho sejam realidades em nossas vidas nos dias de hoje; com a mesma unção, a mesma simplicidade, a mesma doutrina, o mesmo amor e principalmente, em humildade e perseverança e sendo unânimes nas questões doutrinárias.

" E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. E em toda alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos. E Todos que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e fazendas, e repartiam com todos, segundo a necessidade de cada um. E perseverando unânimes todos os dias no Templo, e partindo o pão de casa em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração. Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à Igreja aqueles que se haviam de Salvar." (Atos 2:42-47)

 

Retornar ao inicio desta  página

Retornar a  página matérias

 Retornar à página inicial